Términos

Uma amiga minha me contou que ela e o namorado terminaram. Eles faziam um casal tão lindo, os dois combinavam nos gostos, no jeito… fiquei triste.

Primeiro: hoje em dia é muito difícil achar alguém que preste e que goste de você de verdade. Convenhamos que depois de um tempo você tem como perceber isso, nós às vezes fingimos que não vemos as coisas, simples assim.

Segundo: a gente sempre faz vários planos, imagina várias coisas e é muito difícil pensar que nada daquilo vai ser realizado.

A gente encontra um cara super fofo, carinhoso, que te a gente trata do jeito que sempre quis, é inteligente, educado, tem caráter, é gostosinho, acha que ela tem tudo a ver com a gente, passa por toda aquela expectativa de esperar se ele vai ligar, se vai pedir em namoro… e tudo isso, tendo que aguardar pacientemente pra não dar pinta que está caidinha pelo cara.

Se foi bom, por que não demonstrar que quer dar continuidade?  O tempo vai dizer se vira namoro ou se fica só numa amizade colorida, ué! Não significa que você já quer casar. Que mania feia essa dos homens! Enfim, a gente passa por um monte de perrengue até tudo ficar nos eixos e depois acontece uma coisa boba que faz tudo terminar.

Ter que pensar em começar tudo de novo, tem coisas que você só consegue com o tempo: a intimidade, a confiança, a cumplicidade… etc… E pensar no será que vai ser bom, será que vai ser ruim? São muitas coisas pra pensar… Chega a cansar!

Decidi que é melhor não pensar, um amigo achou genial. Mas acabei de me lembrar da minha mãe dizendo que quando a cabeça não pensa, o corpo padece.

Eu já acho que é o coração que padece, sempre.

Anúncios